quarta-feira, 21 de abril de 2010

Sind-UTE realiza seu maior ato em cidades históricas

Na tarde do dia 21 de abril, gritos de dignidade ecoaram por São João del-Rei. Aproximadamente 10 mil professores, vindos de todas as regiões de Minas Gerais, reivindicaram salários dignos e melhores condições de trabalho. Na maior mobilização organizada pelo Sindicato Único dos Trabalhadores de Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), o Governo Mineiro foi atacado diretamente, porque, segundo os manifestantes, sucateou e abandonou a educação. Foi decidido, quase por unanimidade, que a greve seria mantida por tempo indeterminado.

No dia da Inconfidência Mineira, a mobilização teve um forte significado simbólico, já que foi realizada em terra de democracia e liberdade. “É sabido, por todos, que São João del-Rei é terra de poetas, artistas, músicos, políticos e politicagem. Por isso, nesse dia de tantas comemorações cívicas, é de grande importância que essa cidade seja palco de mobilização e reivindicações sociais”, disse Maria Nazaré dos Santos, diretora do Sind-UTE.

Em Assembleia, a categoria votou pela continuidade da paralisação. “Esse é o nono dia da greve. Sabíamos das dificuldades, mas tínhamos um objetivo claro: a notificação dos vergonhosos salários praticados pelo Estado. A greve continua até que os políticos nos proponham algo concreto”, declarou a coordenadora do Sind-UTE, Biatriz da Silva Cerqueira.

“Salários de fome”
Em média 75% dos professores da Rede Estadual de Ensino estão em greve. Eles pararam porque o governo de Minas Gerais não cumpre a Lei Federal nº. 11. 738 – que estipula o piso salarial dos profissionais de educação em R$ 1312, 85 reais. Contracheques lidos na manifestação exemplificam os vencimentos irrisórios recebidos pelos profissionais da educação: uma professora magistrada ganha R$ 369,00; um professor com nível superior, R$ 481,00 e um auxiliar de educação, R$ 315,00 reais. “Isso não é novidade. Temos que denunciar os péssimos salários e fazer com que a sociedade entenda e apóie a greve”, falou Biatriz Cerqueira.

Para José Luiz Rodrigues, diretor do Sind-UTE, educação, saúde, moradia e democracia estão enforcadas em Minas Gerais. “O mundo da fantasia de Aécio Neves e Antônio Anastasia é feito de enganação, eles acabaram com a cidadania. Os professores precisam trabalhar três turnos para conseguirem sobreviver com seu salário de fome”, afirmou Rodrigues.

Negociações
Dia 14 de abril, representantes do Governo e Sindicato se reuniram, mas não foi apresentada nenhuma proposta. “Queremos um piso salarial de R$ 1312,85 para uma jornada de 24 horas e nível médio de escolaridade. A greve está em crescimento, cada vez mais municípios estão aderindo. Isso mostra a força dessa greve em Minas Gerais”, ressaltou Biatriz Cerqueira.

Desmedalhamento
Ao final do ato, os líderes do Sind-UTE fizeram a “Cerimônia de Desmedalhamento”, uma espécie de homenagem vergonhosa prestada ao IMPSEMG, à Mídia, a Antônio Anastasia e Aécio Neves, entre outros.

Próximos atos
O Sind-UTE se prepara para diversas atividades regionais no dia 27, terça-feira. Já no dia 29, outra Assembleia, em Belo Horizonte promete pressionar os políticos e chamar a atenção da mídia para a causa dos educadores.

"Belo 21 de abril. Dá orgulho ver São João tão cheia e com muitas pessoas na rua exercendo a liberdade de pensamento e manifestação. No caso, os educadores, quer classe mais preocupada com o futuro da juventude do que essa, lutam pelo princípio básico de qualquer trabalhador: o reconhecimento econômico e social. O modo como o ato foi organizado está de parabéns também, organizado, consciente, sem problemas com a PM e ecologicamente correto (o máximo possível numa aglomeração). A liberdade expressa é maravilhosa de se ver e ouvir. Arrepia e emociona a força do brado democrático vindo de cidadãos engajados politicamente e que lutam por seus direitos. Como já expressaram muitos pensadores políticos (consutar Robert Dahl) a demoracia só se torna realidade com a participação cidadã. Por isso, todos os preconceitos contra greve e manifestações devem ser quebrados. Na terra de Tancredo e Aécio, impregnada pelo clientelismo dos aliancistas, os gritos ainda ecoam até hoje. Quem sabe abriram a cabeça de muitos que os sentiram, nos pelos ouriçados... "

50 comentários:

  1. Trabalho jornalístico muito bem feito. Legal que este espaço está imune à tentativa de muitos mordaçarem a mídia imparcial e isenta às pressões do grande capital e dos organismos oficiais.

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Sou de Itabira e acabo de chegar de Sao Joao del-Rei.
    Quero deixar registrado o meu agradecimento ao Marcel pela reportagem.
    OBRIGADA!
    Tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  3. Nossa que bacana!
    Procurei tanto uma notícia de São São Del Rei mas sem esperança de encontrar. Que bom que encontrei uma reportagem tão bem feita, expressando realmente o clima do momento. Parece que não estamos numa democracia em que a imprensa precisa abrir espaços para todos os organismos sociais. Imaginem se a nível de minas é assim como será a nível nacional? Até quando educação será espaço de muita mentira e cinismo de um governo que diz que é moderno e comprometido? Quanta insensibilidade a uma causa tão justa. O poder instituido não vê a escola pública como o espaço das maiorias onde de onde começar tudo que a sociedade precisa.

    ResponderExcluir
  4. Estão de parabens por fazerem a reportagem mas que pena que não passo nada de greve na televisão , acho que essa greve tem que acabar logo pois se não todos nos vamos ficar prejudicados inclusives professores e alunos.

    ResponderExcluir
  5. parabens Marcelo Alves na minha opinião vc deveria ganhar uma medalha de mineiro realmente com responsabilidades civicas e pela coragem em enfrentar os mandatarios nesta luta pela didnidade dos nossos mestres,parabens mesmo e obrigado e olhem o voto gente.

    ResponderExcluir
  6. José,
    Excelente reportagem, parabéns pela coragem de expor os fatos de forma transparente... Força Educadores e formadores de opinião a causa é justa e nobre.

    ResponderExcluir
  7. Incrível como que neste país, os fatos, para virarem notícia, têm, necessariamente, que estar atrelados à violência. Como se trata de um movimento pacífico, organizado, legal e justo,não acha espaço na mídia. A não ser através de cidadãos realmente comprometidos com a verdade. Parabéns, Marcelo!!!!

    ResponderExcluir
  8. Parabéns,Marcel !

    Você deu um furo de reportagem sobre a assembléia dos professores grevistas da rede estadual de Minas Gerais, acontecida em 21 de abril em Saõ João D'El Rey.

    Impedida de participar, por motivo de doença, não via a hora de ter notícias sobre o evento.

    Minha primeira tentativa foi o site do SIND-UTE, mas nada. Está desatualizado, com data de 15 de abril, provavelmente pelo acúmulo de atividades neste período...
    Somente este blog pôde me oferecer informações precisas e completas.

    Verdadeiro trabalho jornalístico. Sem medo de dizer a VERDADE!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela belíssima cobertura. Um furo de reportagem, com certeza. Pena que a maioria fecha os olhos....

    ResponderExcluir
  10. Que bom que alguém teve a coragem de publicar esse ato que realmente representa o 21 de abril. A impresa que é dominada pelo governo, simplesmente se omitiu e nada disse a respeito do fato (Globo, Record, etc...). É triste como apenas a mentira, a enganação dos nossos políticos vira manchete nesse país. Parabéns ao repórter, isso sim é exercer a verdadeira profissão de jornalista!!!

    ResponderExcluir
  11. Maria Gleuce Lima22 de abril de 2010 09:26

    Excelente, Melhor é impossível. Isso é o que chamo de "jornalismo com categoria". Parabéns !Precisa urgentemente ser espalhada pela Mídia. Será possível ?

    ResponderExcluir
  12. Maria Gleuce Lima22 de abril de 2010 09:26

    Excelente, Melhor é impossível. Isso é o que chamo de "jornalismo com categoria". Parabéns !Precisa urgentemente ser espalhada pela Mídia. Será possível ?

    ResponderExcluir
  13. procurei desde ontem uma noticia sobre a greve, mas parece q a midia está apoiando o "ilustre" candidato a senador, pq não quer sujar o nome dele com uma greve desse proporção em jornais de grande circulção... é revoltante... ... ...

    ResponderExcluir
  14. Parabens à reportagem pois até que enfim algué resolveu colocar a verdade na mídia estive em São joão Del REi juntamnete com meus amigos da Escola onde trabalho e realmente a cidade estav tomada por professores.
    Regiane

    ResponderExcluir
  15. Parabéns Marcel,
    O Brasil precisa de mais pessoas como você, que tem coragem de mostrar fatos tão importantes para a sociedade que são as lutas dos professores pela dignidade da profissão além de destacar o descaso de nossos governantes para com eles.

    ResponderExcluir
  16. Parabéns Marcel, ótima reportagem. Valeu ter me deslocado por 1.400 quilômetros para exigir o que é meu, de direito.Como sempre, toda a imprensa se omitiu, se bandeando para o lado do Governo. Achei simplesmene ridícula a exibição de força da Polícia Militar, com o seus atiradores de elite posicionados nas portas do helicóptero, mirando fuzis na direção de professores. É assim que o Estado de Minas Gerais trata os seus educadores.As eleições estão a caminho. Não se esqueçam de Aécinho!!!

    ResponderExcluir
  17. Eduardo - Belo Horizonte-MG

    Até agora, não entendi porque os veículos de comunicação de massa, não estão divulgando este movimento. Quando a prefeitura de BH, Os trabalhadores de transporte coletivo e os professores da rede particular, se manifestara, a divulgação aconteceu quase que toda a semana.
    Por que com os profissionais da Educação estadual é diferente?

    ResponderExcluir
  18. Desde ontem procurava alguma notícia sobre a manifestaçao,que bom,pelo menos um jornal que nao esta do lado da injustiça e que fala a verdade.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  19. Muito obrigado pelo apoio. É realmente muito difícil furar o bloqueio imposto à mídia em todo o País. Acho que isso pode ser feito a partir da comunicação democratizada em blogs. No entanto, esse é apenas o passo inicial. Sou aluno de Jornalismo, é da Academia, em parceria com a comunidade que os movimentos de reivindicação devem partir, sempre pressionando os mandatários. Talve assim, a mídia livre comece a ganhar o espaço que merece!

    ResponderExcluir
  20. PARABÉNS!!!!!!!!!!
    POR NÃO SE CALAR A ESTA INJÚRIA QUE É O SALÁRIO DOS EDUCADORES,E COMO DIZ A MARIA ROSA "UM EXCREMENTO DE SALÁRIO".

    ResponderExcluir
  21. MARCIA
    Estive em Sjdr e foi otima a manifestação dos educadores lá, aqui tão bem noticiada.Parabéns!!

    ResponderExcluir
  22. É isso aí Marcel,

    Precisamos divulgar... o desgoverno do AÈCIO e ANASTASIA... e vai uma boa campanha... NEM pra FRENTE e nem pra trás AÉCIO NUNCA MAIS... Aécio JAMAIS... professores mineiros é hora de dar um basta nesse governo truculento...
    Parabéns pelo movimento.
    Élio//prof

    ResponderExcluir
  23. nossa país é assim....quem tem dinheiro compra o jornal, o jornal é comprado e não transmite a noticia....e assim vira uma bola de neve.

    ResponderExcluir
  24. É uma pena que a mídia não cmpriu com seu papel em informar o cidadão dos acontecimentos sobre a assembeia que aconteceu em São João Del Rei. Parabenizo a todos os que participaram desse movimento.
    Débora

    ResponderExcluir
  25. É lamentável o que a mídia faz conosco professores da rede estadual de Minas Gerais, é como se não existíssemos. Porém não vamos nos calar. Belo trabalho e obrigada por nos apoiar, precisamos de gente como você comprometidas com a verdade.

    ResponderExcluir
  26. Que bom encontrar alguém que se lembrou de nossa causa. Parabéns!Pena que nem todos são assim, a Globo só por causa de um falso milionário veio a
    minha cidade duas vezes. O que será mais importante,essa vergonha ou o futuro da Educação?

    ResponderExcluir
  27. Adorei! Ate que fim alguem escreveu algo sobre a greve dos professores.É inacreditavel como que os nossos governates ignoram a essa classe trabalhadora.Todos devem abrir os olhas,sem educação nao há desenvolvimento.Afinal!Não é isso que os politicos prometem...DESENVOLVIMENTO? Mas, como vao desenvolver uma nação sem investirem na educação? É contraditorio...nao é mesmo?

    ResponderExcluir
  28. Estamos na luta!Unidos venceremos!parabéns pela reportagem!

    ResponderExcluir
  29. eduardo disse:

    Será que voces ainda não sabem que o dono do jornal estado de minas é ele o "dito cujo o carcará" Aécio Neves....
    Claro que greve de professores nunca vai sair na mídia!!!!!

    Força professores continui na luta... irão vencer...

    ResponderExcluir
  30. Parabéns,é uma pena que a mídia não cumpre o seu papel.Se deixaram vender.............Uma mae preoculpada com a educação!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  31. Que pena que tem muito artista fazendo propaganda enganosa......Quanto sera´que os artista da globo estão cobrando para falar bem do governo de Minas?????Deve ser um dinheirão.Se todo esse dinheiro fosse usado pra saúde e educação............PARABÈNS PELO O MOVIMENTO!

    ResponderExcluir
  32. PARABÈNS PELO O MOVIMENTO LINDA REPORTAGEM!juntos venceremos.Fora Aécio e Anastasia Mentirosos........

    ResponderExcluir
  33. ADOREI,VAMOS CONTINUAR LUTANDO JUNTOS VENCEREMOS........Mais uma batalha.Nâo sou professor mas me preocupo com a educação dos meus filhos.Carlos

    ResponderExcluir
  34. Mirtes- Professora22 de abril de 2010 19:57

    Parabéns Marcel, precisamos de pessoas como você. É triste como a imprensa nacional silencia-se diante da manifestação estadual- a greve dos trabalhadores em Educação- age como se nada acontecesse. Cala-se diante do conservadorismo das tradições mineiras que nega a Bandeira de Liberdade empunhada por muitos mineiros.Não podemos deixar que a liberdade de expressão degringole, em favor de um grupo, que acredita saber o que é melhor para o povo mineiro

    ResponderExcluir
  35. FABIANE E PATRICÌCIA22 de abril de 2010 19:59

    LINDA REPORTAGEM .Até que fim alguem de coragem ....Falou sobre a greve sem medo.Amamos.FABIANE E Patrícia

    ResponderExcluir
  36. Parabéns pela brilhante reportagem. Temos que apoiar esses trabalhadores da educação. Kátia

    ResponderExcluir
  37. PARABÉNS, PARABÉNS E PARABÉNS!!!
    PRECISAMOS DE MAIS PESSOAS COMO VC NO MUNDO, DIGNO E MERECEDOR DE RECONHECIMENTO PELO SEU BRILHANTE TRABALHO. VC SIM, É UM JORNALISTA DE VERDADE...
    OBRIGADA MESMO PELA COBERTURA E CORAGEM PARA SEGUIR EM FRENTE.

    ResponderExcluir
  38. Que lição de cidadania ver a nossa categoria irmanada nesta causa tão nobre!
    Parabéns a todos os educadores que não descansam da luta, e ao jornalista Marcel Alves, obrigada pela cumplicidade e pelo belo texto.

    Sônia Prata - professora de Uberaba

    ResponderExcluir
  39. Valeu! A luta tem de continuar; salve todos os professores dessas Minas Gerais

    ResponderExcluir
  40. Parabéns pelo seu belo trabalho sucesso, paz e saúde.

    ResponderExcluir
  41. Realmente os professores mostraram que sabem fazer luta de classe.
    Alessandro

    ResponderExcluir
  42. ADOREI!!!!! Colega, Precisamos sim divulgar... o desgoverno do AÈCIO e ANASTASIA...
    NEM pra FRENTE e nem pra trás AÉCIO NUNCA MAIS... Aécio JAMAIS... professores mineiros a eleição em outubro esta chegando anote na agenda quais os candidatos não deveremos votar.

    Parabéns pelo movimento.A luta continua.

    ResponderExcluir
  43. Essa luta é de todos que querem uma educação melhor e respeitada! Parabéns aos professores, estamos juntos nessa.

    E voçê Marcelo muita garra, tenho ceterza que conseguirá seus objetivos parabéns pelo seu talento Thunder

    ResponderExcluir
  44. Enviado a rede record 26/04/2010



    Boa tarde, sou Paulo Henrique professor da rede estadual de Belo Horizonte, e gostaria de deixa a minha insatisfação com o jornalismo da Record (Balanço Geral) por não da muita importância a greve das escolas estaduais de Belo Horizonte, será que vocês é mesmo manipulado por Aécio Neves? Já sabemos a respostas.
    Gostaria de dizer ao Mauro Tramonte que o ibope dele é dos alunos que esta sem estudar no momento e dos professores que estão na rua pedindo pra ser reconhecido com um profissional de muita competência na sociedade, e não de políticos que manipula vocês.
    Também estou mandando isso porque vocês tem muito tempo de jornal no dia-dia e não passa o que realmente tem que ser mostrado.

    Não fico grato ficarei se vocês ler isso no jornal ao vivo, e começar a da Importância nas coisas que esta gritante que é a greve dos professores de Belo horizonte.

    Você não é o macetado?

    ResponderExcluir
  45. Bom exemplo o acima...Mas, pra ser sincero, quando o jornalismo estiver dependendo desses programas sensacionalistas, estamos perdidos.

    Temos que reclamar com a mídia 'séria' e pedir o fim do sensacionalismo ridículo, antiprofissional, que só sabe aproveitar dos dramas da vida humana

    ResponderExcluir
  46. E mundo pequeno!!!

    Eu (Carlos Eduardo - Biologia e Matemática) e a Ivanir (Fisica) (E.E. Odete Valadares) vimos você lá... Olhei e não te achei estranho, parecia que te conhecia de algum lugar. Até que as meninas da E.E Alfredo Olivotti falou que tinha visto você lá!

    Parabéns pela reportagem.... Isso sim é jornalismo de qualidade!!!

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  47. Eu lembro de ter visto os professores da Odete, sim.

    Bacana ter mobilização em Extrema...

    obrigado pelas criticas

    ResponderExcluir
  48. Acredito que onde há união, há também vitória. Que possamos continuar unidos e não deixar os políticos engravatados nos calar, afinal se não fossem os professores eles não estariam lá.Parabéns pela ousadia e coragem. Continue assim que você Marcelo, será sempre um vencedor.

    ResponderExcluir
  49. meu nome e nivaldo sou professor a cinco anos e nunca vi os professores tao animados igual agora,,,vamos vencer essa guerra contra esses politicos maquiavélicos ,,,,,,,,,

    ResponderExcluir
  50. Quando volta as aulas?????????

    ResponderExcluir